6ª Ed. Expatriados Summit

PRÁTICAS NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS DE EXPATRIAÇÃO

Desafios Estratégicos na Gestão
de Expatriados

03 de Outubro
São Paulo - SP

Desafios Estratégicos na Gestão de Expatriados

A competitividade global e as exigências do mercado têm levado muitas empresas multinacionais a dar aos seus melhores gestores cargos de gestão noutros contextos culturais. Os expatriados vêem estes desafios transculturais como uma oportunidade de progressão na carreira e uma forma de obter mais benefícios financeiros.

Segundo estudo publicado pela Brookfield Relocation Services, após a crise internacional, o Brasil tornou-se um dos destinos mais frequentes para executivos expatriados – mesmo atualmente, com a estagnação da economia, tal fluxo migratório continua forte. Os pesquisadores afirmam que, dos países cujo número de executivos expatriados vem aumentando, o Brasil encontra-se em primeiro no pódio (7%), seguido de China, Índia e África do Sul (todos com 4%). No ranking geral, o país está na 12ª colocação.

Com a intensificação das práticas de expatriação, tanto as empresas quanto os profissionais expatriados se deparam com novos desafios, pois a cada momento uma nova geração de executivos internacionais esta se formando, com missões e benefícios diferentes daqueles experimentados pelas antigas gerações.

Constantes mudanças contratuais e nas relações de trabalho, afetam a motivação profissional, o engajamento e a capacidade de atuação, fazendo com que as empresas passem a olhar a expatriação como uma forma de alcançar vantagem competitiva enquanto que o profissional vê na expatriação uma oportunidade de ter uma carreira internacional e o desenvolvimento de algumas competências.

Os desafios que geram a mudança pessoal e organizacional podem ser amenizados se observarmos alguns aspectos que envolvem a família, desenvolvimento de competências de adaptação e condições adequadas e coerentes ao novo ambiente.

Mas nem todos os profissionais possuem perfil para serem expatriados, é um desafio para a empresa a escolha desses profissionais, já que terão que migrar entre diferentes grupos e lidar com as diferenças.

Um estudo realizado pela Harvard Business Review revelou que os gestores expatriados têm um custo para as empresas entre 2 a 3 vezes maiores do que um gestor local. Por outro lado, 15% dos gestores expatriados volta antes do término do processo por problemas de adaptação à nova cultura, 35% apresentam uma performance inferior à esperada, outros 25% saem da empresa um ano depois de terminar a expatriação e só 25% têm o sucesso esperado, ou seja, permanecem e continuam o seu desenvolvimento na empresa.

Podemos dizer que o processo de ajustamento e de adaptação a uma determinada nação nem sempre é fácil e que este fator é, muitas vezes, uma das principais causas do insucesso dos processos de expatriação. Isto porque não é possível gerir, comunicar e negociar internacionalmente num contexto de diferentes culturas sem incorporar um conjunto de competências interculturais.

O levantamento da Global Mobility Effectiveness, divulgou que o índice global de expatriação mal sucedida é muito alto, quase 55% dos expatriados voltam ao país de origem antes do tempo previsto. Isso significa prejuízo para as empresas e muita dor de cabeça para o gestor de RH. Segundo ainda a pesquisa, as maiores dificuldades enfrentadas pelo expatriado no processo são as questões relacionadas à adaptação pessoal e familiar (47%), seguida pelo pacote de compensações.

O executivo expatriado e sua família que desembarcam no Brasil precisam reestruturar toda sua vida. A adaptação a um novo país é uma exigência que se soma a todos os demais desafios profissionais a que é submetido, e a maioria ainda tem que administrar o processo semelhante pelo qual passam os integrantes da sua família. O choque cultural, já percebido como doença ocupacional, é capaz de derrubar a produtividade e secar a criatividade de muitos executivos experientes

Isso tudo é possível por meio do planejamento educacional consistente, sempre considerando a possibilidade de firmar parcerias internacionais que façam a ponte nesse processo de aprendizado, principalmente quando a empresa não tiver uma sede ou filial na localidade. Fato é que a lição de casa é planejar cada passo e investir fortemente em treinamento intercultural e em educação continuada.

Para que os gestores expatriados estejam alinhados com a realidade que irão encontrar, devem conhecer as origens, os valores e os comportamentos a adoptar neste quadro cultural. Através deste congresso, os gestores expatriados podem ter a oportunidade de melhorar o seu desempenho na condução de equipes de trabalho multiculturais, na comunicação efetiva entre os colegas de diferentes nacionalidades, ou até mesmo quando são promovidos a cargos de gestão que requeiram maiores responsabilidades.

+ Informações

Objetivo:

Expatriação – Passo-a-passo da elaboração e as oportunidades da expatriação no Brasil e a visão dos órgãos governamentais, bem como aspectos legais no processo de expatriação. Abordaremos o panorama dos lideres sobre o momento da expatriação na organização e a gestão de expatriação alinhada aos objetivos da organização.

Público-Alvo

Gestores de Recursos Humanos, bem como todos os setores da área, remuneração e benefícios, treinamento, e desenvolvimento, educação corporativa, desenvolvimento organizacional e gestão de talentos.

  • 03 de Outubro
  • São Paulo - SP
  • 11 Palestrantes
  • Coffe Break Inclusivo
  • Material & Apresentações em PDF
  • Certificado

Conteúdo Programático

08:30

Credenciamento dos Participantes

08:45

PRIMEIRA PARTE - Abertura dos Trabalhos e Informações

08:50

Inicio dos trabalhos

Adriana Darrieux

Mobility
09:00 ás 10:00

Como obter de visto para Expatriados que trabalham em Organismos Internacionais no Brasil?

  • Tipo de visto
  • Tempo máximo de visto
  • Como requisitar o visto
  • Visto para dependentes
  • Obtenção do CPF
  • Procedimento de requisição do Visto
  • Para quem direcionar a requisição do visto
  • Modelo da Nota-Verbal para requisitar o visto
  • Autorização do visto
  • Palestrante

    Cargo
    10:00 ás 10:40

    O que a Tecnologia pode fazer pela sua estratégia de mobilidade?

    Em um cenário cada vez mais complexo e globalizado, lidar com as regulamentações e as exigências distintas de Compliance relacionadas à mobilidade representa um grande desafio para as empresas

    10:40 ás 11:00

    Coffe Break

    Palestrante

    Cargo
    11:00 ás 11:30

    A evolução nos modelos de remuneração de executivos expatriados por empresas brasileiras

    Na palestra se discutirá o processo que elas empreenderam ou vêm empreendendo, para atingir estágios de satisfação com as políticas de recompensas

  • Modelos de remuneração adotados e o resgate histórico da sua adoção;
  • Relação entre os níveis de internacionalização da empresa e os modelos de remuneração adotados;
  • Modelo de referência para gestão das recompensas para expatriados;
  • Palestrante

    Cargo
    11:30 ás 12:00

    Impactos da Nova lei de Imigração: avanços, desafios e ameaças.

    A nova Lei da Migração (13.445/2017) promoveu alterações importantes para as pessoas que estão em visita ou a trabalho no Brasil, especialmente, no que diz respeito às modalidades de vistos.

  • Aspectos práticos da Lei da Migração;
  • Processos legais de vistos de trabalho com e sem vínculo empregatício;
  • Subordinação à legislação brasileira e tendências de mercado
  • Palestrante

    Cargo
    12:00 ás 12:40

    Aspectos Legais no Processo de Expatriação: Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias de empregados e empregadores

    Nesta apresentação abordaremos as principais questões legais que impactam o processo de expatriação e devem ser tratadas com a máxima atenção pelas empresas, com foco nos principais aspectos trabalhistas, fiscais, societários e de responsabilidade.

  • Aspectos trabalhistas e previdenciários da contratação de expatriados
  • Regime tributário da remuneração de expatriados: principais obrigações fi scais de empregadores e empregados
  • Responsabilidade de empregadores e empregados sobre débitos fiscais, trabalhistas e comerciais(inclusive sócios e administradores)
  • 12:40 ás 13:40

    Intervalo para almoço

    13:50

    Inicio dos trabalhos

    Palestrante

    Cargo
    14:00 ás 14:50

    Compreendendo a relação expatriado/RH´s sob uma nova perspectiva.

    Compreender a complexa condição afetiva que expatriado e sua família se encontram durante o processo migratório é fundamental para melhor atendê-los nas suas expectativas. O que é de fato plausível em tantas demandas? Quais são reais, quais são impossíveis de serem atendidas? O papel do RH como mediador não apenas da experiência real, mas da experiência interna de cada um fora de seu país.

  • Papel da Psicologia Intercultural na compreensão da migração.
  • Papel da Educação Intercultural na relação com e entre expatriados.
  • Papel dos RH´s envolvidos com realidades diversas.
  • Palestrante

    Cargo
    14:50 ás 15:30

    Repatriação: Problema ou solução? Como garantir o sucesso da repatriação para a empresa, o RH e o professional.

    A expatriação e a repatriação também gera uma série de dúvidas e insegurança por parte dos profissionais e familiares. Levando quem conta que, muitas empresas ainda não oferecem condições e práticas definidas para receber os profissionais após este período fora. Na apresentação, apreciaremos o conceito repatriação e um benchmarking para o mercado, uma vez que tem como foco o planejamento do retorno do profissional ao seu país de origem.

  • Estratégias práticas no gerenciamento do programa de repatriação
  • Como planejar a repatriação dos profissionais
  • Lições aprendidas, desafios e próximos passos.
  • 15:30 ás 16:00

    Coffe Break

    Palestrante

    Cargo
    16:00 ás 16:40

    Como demonstrar o valor estratégico da gestão de expatriados dentro das organizações

  • Como uma gestão de expatriados adequada/inadequada pode garantir ou comprometer o sucesso de uma internacionalização?
  • Por que a gestão de expatriados muitas vezes não tem o destaque e apoio merecidos?
  • Qual o caminho para conquistar o apoio da alta gestão e, consequentemente, os recursos adequados para uma eficaz gestão dos expatriados?
  • Palestrante

    Cargo
    16:40 ás 17:20

    Os desafios e impactos da expatriação para a organização e o papel da alta gestão

  • A importância de uma politica de expatriados estruturada
  • Os recursos adequados para uma gestão eficaz dos processos de expatriação
  • O suporte da alta gestão a gestão de expatriados
  • Palestrante

    Cargo
    17:20 ás 18:00

    Políticas de expatriação | Como oferecer Flexibilidade

    À medida que os gerentes de mobilidade lidam com forças de trabalho cada vez mais internacionais e móveis, a flexibilidade na abordagem de remuneração se torna ainda mais necessária e complexa. Essa apresentação indicará considerações, vantagens e desvantagens envolvidas nesse desafio de ser flexível e, ao mesmo tempo, garantir consistência global na política de mobilidade.

    18:00

    Encerramento

    Nossos Palestrantes

    Adriana Darrieux

    Mobility

    Palestrante

    Cargo

    Palestrante

    Cargo

    Palestrante

    Cargo

    Faça sua inscrição e garanta sua vaga!

    Esboce num papel os nomes de 100 ou mais importantes empresas dos diversos segmentos do Mercado Brasileiro. Em seguida, faça um questionamento a você mesmo: Agregaria valor para os seus negócios e conhecimento encontrar-se com estes executivos e empresas conceituadas nacionalmente, apresentando cases de sucesso, debatendo e partilhando as melhores práticas, enquanto você absorve e aprimora seu conhecimento?

    Formas de pagamento

    • Transferência bancária
    • Boleto à vista
    • Cartão de Crédito

    Inscrição

    Investimento: R$ 1980,00

    Desconto para inscrições até 20/08: R$ 1584,00

    Inscrições e credenciamento

    As inscrições devem ser pagas até a data do evento, quando houver necessidade de inscrição no dia do evento, deverá consultar nossa equipe para maiores informações.

    Telefone

    +55 11 3661-2785

    +55 11 9-9914-3426